segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Crowley, Aleister


Edward Alexander Crowley (Aleister Crowley) foi o ocultista mais famoso do século XX, considerado por muitos como o pai do Satanismo moderno. Nasceu em 12 de outubro de 1875 em Lemington, Inglaterra.

Crowley foi criado numa igreja dos Irmãos de Plymouth e resistiu ao Cristianismo desde a sua juventude. Ele preferia os personagens maus da Bíblia e quando sua mãe lhe disse que ele era a Grande Besta 666 do Apocalipse, aceitou com alegria a identificação. Estudou na famosa Trinity College em Cambridge, na Inglaterra.

Em 1898, Crowley uniu-se à Golden Dawn (Ordem Hermética da Aurora Dourada) que ensinava uma forma de magia derivada da cabala e do rosacrucianismo, mas que tem similaridades com a Maçonaria e a Teosofia. Nessa Ordem, Crowley assumiu o nome de Irmão Perdurabo (“eu resistirei”) e começou suas experiências com drogas. Ele tinha um ódio pelo Cristianismo e uma admiração romântica pelo mau e por Satanás. Com o passar do tempo, Crowley achou essa Ordem insuficiente pois estava convencido que uma magia mais potente podia ser desenvolvido através do sexo e das drogas. Foi então considerado pela Ordem muito pervertido e bizarro, sendo expulso. Começou então a elaborar sua própria magia. Na Golden Dawn, Crowley foi instruído por Alan Bennet (Frater Iehi Aour) e tornou-se grande amigo de Mac Gregor Mathers. Juntamente com esse último combateram W. Yeats que dividiu a Golden Dawn, tornando-se líder do Templo de Ísis Urânia em Londres.

Em 1904, quando estava no Cairo, Egito, com sua esposa Rose kelly (que dizia ser vidente) teve uma revelação de um anjo chamado “AIWAZ” (segundo Crowley, ministro de Hoor-paar-kraat ou Harpócrates pelos gregos) que lhe apareceu. Começou então a anotar tais revelações ditadas pela esposa, o que tornou-se sua obra principal, a saber: “O Livro da Lei”. O Satanismo, mais tarde, desenvolvido nos anos 60 foi formulado a partir dessa obra principalmente. O texto áureo deste livro é resumido na famosa frase: “fazer o que tu queres é a plenitude da Lei”. Sua outra obra famosa foi: O Equinócio.

Em 1905 Crowley se separou de Mathers de forma não muito amigável. Fundou então a Astrum Argentum, uma Ordem ocultista que tem semelhanças com a Golden Dawn. Porém não teve sucesso.

Em 1912 uniu-se a uma sociedade secreta alemã, chamada O.T.O. (Ordo Templi Orientis), convidado pelo Grão Mestre Theodore Reuss, no qual a ênfase era a magia sexual. O objetivo no início era que Crowley organizasse os Graus Superiores da O.T.O. e liderasse as regiões da Irlanda, Iona e as Ilhas Britânicas. Permaneceu na O.T.O. até 1921, quando houve uma ruptura na Ordem.

Em 1916 ele autodenominou-se mago. Durante sua cerimônia de iniciação, batizou um sapo, a quem chamou de “Jesus Cristo” e em seguida o crucificou.

Em 1920, fundou a “Abadia de Thelema”, em Cefalu, na Silícia. Quando descobriram que o lugar era cheio de orgias, em 1923, foi expulso do país por Mussolini. Continuou então a praticar suas magias e a escrever. Exemplos de algumas das classificações de suas obras incluem: “O 8º Grau Masturbatório ou Grau Auto-sexual”; “O 9º Grau de Magia Heterossexual”; “O 11º de Magia Homossexual”; “O Intercurso Anal”, etc.

Entre 1938 e 1943 juntou-se com Lady Frieda Harris para atualizar o Tarot Medieval.

Crowley foi considerado por muitos, inclusive a imprensa, de o homem mais perverso do mundo. No dia 1º de dezembro de 1947 morre Crowley, pobre, doente e fraco por decorrência de drogas e bebidas. No dia 5 de dezembro seu corpo foi cremado em Bringhton.

Prof. Yuri Almeida

10 comentários:

  1. Quem não conhece a linda canção "Mr. Crowley"? Na voz de Ozz eternizou...

    ResponderExcluir
  2. Linda Música mesmo. :)
    Sem falar no grande Raul né que popularizou várias citações de Crowley.
    Milena

    ResponderExcluir
  3. Crowley tinha no minimo um Magnetismo fora do normal, um Homen que viveu varias vidas numa só. Por tanto Crowley foi e sempre sera o ""TO MEGA THERION"" que em grego quer dizer '' AGRANDE BESTA SELVAGEM""...ASS. PEQUENA ESTRELA DE FOGO.

    ResponderExcluir
  4. Oh , Mister Crowley ♫

    ResponderExcluir
  5. Não sigo religiões, não acredito em uma divindade superiora. Tenho minhas dúvidas com relação à história de Cristo. Acredito sim na consciência após a morte, de múltiplas dimensões de espaço temporal reencarnatório e de forma ierárquica conforme desenvolvimento espiritual. Acredito no bem e no mal. Pois isso é de natureza. Quando desencarnar irei combater o mal e a tudo o que ele representa. Lí o livro da lei. Ali fala sobre sacrifícios de animais e de humanos, algo que eu repudío. Alí fala sobre sacrifícios de crianças. Se vocês fossem as crianças que alí representam e estivessem na cerimônia de sacrifício sendo estupradas, mutiladas e mortas sob a vertigem do prazer dos malditos que a organizaram, como fizeram e ainda fazem ao longo de séculos, não estariam aqui, vivos para cantar: " Oh, mister crowley". Irei me tornar sim um maldito, um anjo negro do inferno das mais baixas dimensões, mas para recebê-los todos aqueles espíritos malditos que sentem prazer com a dor e sofrimento de outros, ehuwehuehwuehwuewuewue...Eu estarei lá, sob a forma mais bizarra para fragmentar vossos espíritos malditos.

    ResponderExcluir
  6. esse tal de crowley, era um retardado problemático. Eque serviu apenas de ferramenta para satanás para deixar esse mundo ainda pior que já é. ainda bem que quando chegar o final as pessoas boas sairão desde mundo sortido cheio de pecado.

    ResponderExcluir
  7. o unico que pode da felicidade e que pode fazer um maluco como esse transformar chama se Jesus , e pode vim magia o que for o sangue de Cristo sempre sera mais forte

    ResponderExcluir
  8. quem fica contra a atual cultura de um local é idolatrado independente sua ideologia, pode ser até um bastardo problemático que vai contra o bem que sempre terá simpatizantes de tamanhas alucinações ou seja esse maluco aew viajava no doce ou sei la o que e saia dando e comendo cu por ai e os viado que curti vai tudo junto !!!!

    ResponderExcluir
  9. Ele era um gay esperto, morreu bem fudido

    ResponderExcluir
  10. Falta estudos mais sérios sobre esse mago. O final lamentável de sua vida prova que se ele conhecia a verdade, não a aplicou a sua própria vida.

    ResponderExcluir