terça-feira, 25 de maio de 2010

Indígenas Brasileiros

São chamados de índios os que habitavam a América na chegada dos europeus no sec. XV d. C. Os índios não são um povo homogêneo, com mesmos costumes, língua e cultura. Pelo contrário, havia no Brasil vários povos indígenas, cada grupo com sua própria língua e costumes muito diferentes entre si.

Calcula-se que poderia haver cerca de 5 milhões de índios no Brasil quando os portugueses chegaram no território, contudo, é impossível dizermos ao certo o número dessa população porque não havia órgãos nem mecanismos de censo naquele período.

Atualmente há no Brasil, de acordo com IBGE e FUNAI (Fundação Nacional do Índio) cerca de 460 mil indivíduos indígenas que habitam em aldeias, divididos em 225 grupos étnicos. Esses grupos indígenas são divididos por troncos lingüísticos, sendo os principais os tupis, macro-jês, Karibe, Aruak e os grupos isolados. No total, há registro de 180 línguas entre essas populações. Muitos povos indígenas perderam a língua falada pelos seus ascendentes e falam o português. Há ainda registrado 63 referências de grupos indígenas isolados. Isso não significa que nunca tiveram contato com o homem branco, mas que se afastaram de nossa civilização por algum motivo e se isolaram em alguma região. Há ainda vários grupos indígenas buscando reconhecimento de sua população junto a FUNAI, sendo grupos que não entram nas estatísticas ou índios urbanos. 60 % de nossos indígenas vivem na região amazônica, pois foram fugindo de suas regiões anteriores por causa da ocupação de fazendeiros, grileiros, madeireiras, formação de cidades e outros motivos.

Há muita ignorância em relação às populações indígenas. Por muitas vezes suas populações são denominadas “tribos”, termo pejorativo que significa grupo inferior a “civilização”. Também, são tratados como se fossem um povo só. A diversidade entre as populações indígenas no Brasil são maiores que pensamos. Os Kaigang, por exemplo, pertencem ao tronco linguístico Jês e sua comunicação com os Tanharim, que são do tronco tupi, é incompreensível, pois suas línguas são completamente diferentes entre si.

Erroneamente ensinam até hoje nas escolas fundamentais que havia índios canibais. O termo canibalismo não pode ser aplicado no contexto de nossos indígenas. O que havia em algumas populações era a presença da antropofagia. A antropofagia significa que alguns grupos poderiam sacrificar algum indivíduo que poderia ser ou não de seu meio e comer algumas partes de seu corpo significando que estariam pegando a força daquele individuo. Nenhum índio se alimentava de seres humanos, isso é mito. As populações indígenas do Brasil sobreviviam principalmente da caça e coleta.

Em relação à religiosidade indígena eram politeístas como a maioria dos grupos espalhados pelo mundo. Há somente três religiões monoteístas no mundo, a saber: judaísmo, cristianismo e islamismo. Cada grupo indígena tem seus próprios deuses, mitos, lendas, rituais e cosmovisão.

Concluindo essa pequena introdução sobre os indígenas é errôneo tratarmos as essas populações como se fossem um povo apenas, pois são inúmeras culturas, cada qual reivindicando sua própria identidade. Da mesma maneira que queremos ser tratados como brasileiros, um bororo quer ser identificado como bororo, um matipu como matipu, um pataxó como pataxó, um tremembé como tremembé, um tupiniquim como tupiniquim e não apenas como índios, ou seja, não há “índio” no Brasil e sim populações indígenas.


Prof. Yuri Almeida

6 comentários:

  1. É lamentável toda a execução dos nativos e a destruição de sua cultura, feita pelo um povo que se dizia civilizado, com aquele discurso de "cristianizar para humanizar".Será que eles não tinha conciência das conseguência de seus atos!

    Conheça também:

    http://convencao2009.blogspot.com/
    http://ousarlutar.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Até que enfim alguém escreveu algo sobre nossos índios, que não seja aquela bobagem que aprendemos na quarta série..

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de sugerir um estudo sobre a Guerra Guaranítica e a Guerra dos Manaus.
    Parabéns pelo trabalho!

    ResponderExcluir
  4. Vou colocar no meu trabalho

    ResponderExcluir
  5. eu gostei muito desse blog tem muitas coisas que prescisamos para conhecer sobre a história! principalmente esse dos indios achei interessante e fikei por dentro de coisas que nem sabia!
    valeu ai....
    Mayra

    ResponderExcluir