quinta-feira, 8 de julho de 2010

Golpe Chileno


Allende comemorando a vitória das eleições presidenciais no Chile. Allende governou o Chile a partir de 1970, mas não resistiu um golpe das forças direitistas, após iniciar reformas sociais.

Salvador Allende, fundador do Partido Socialista chileno, governou seu pais de 1970 a 1973, até ser deposto e morto por Pinochet.
Allende em discurso. A crise política causada pelas greves no setor de transporte e abastecimento fez o país se inflamar em protestos. O interessante é que o empresariado estava contra o presidente enquanto a populção apoiava Allende integralmente.

Salvador Allende discursando. O poder popular fora incentivado no Chile em seu governo. Muitas fábricas foram entregues aos trabalhadores, o que, ao contrário do que se acha, aumentou o produção.

Allende e Che Guevara em encontro no Uruguai.

Allende e Fidel Castro - aliados num momento em que a América Latina respirava justiça social mediante forças populares.

Salvador Allende e Augusto Pinochet. O governo era aberto ao diálogo, até mesmo com grandes opositores.

Salvador Allende pouco antes de ser morto pelas forças golpistas.

Junta militar golpista.

Tanque usado para derrubar o governo popular de Allende.

Soldados golpistas.

Ataque das tropas golpistas ao governo popular do Chile.

Ataque ao palácio do governo chileno. Até aviões norteamericanos foram usados contra Allende.

Civis sendo revistados e presos por soldados golpistas.

Ataque ao palácio do governo chileno. Até aviões norteamericanos foram usados contra Allende.


Salvador Allende sendo retirado morto do palácio do governo pelos bombeiros.

Em 1973, Pinochet comandou um golpe militar com apoio dos EUA e derrubaram o palácio do governo chileno, matando Allende.

6 comentários:

  1. Chile de Allende. Siento la carencia de este tiempo que los teníamos esperanza.

    ResponderExcluir
  2. Há muita coisa boa no Chile. Pablo Neruda que diga....

    ResponderExcluir
  3. Yuri, parabéns pela postagem. Sugestão de leitura:

    Chile, 1973. Como os EUA derrubaram Allende. Autoria de Patrícia Verdugo, editora Revan.

    Fórmula para o caos. Autoria de Luiz Alberto de Vianna Moniz Bandeira, editora Civilização Brasileira.

    ResponderExcluir
  4. Jefinho Campo Grande1 de setembro de 2010 18:31

    Fenomenal e fenomenal...

    ResponderExcluir
  5. Tentam branquear a história, diariamente, de modo a contarem a história à sua maneira...
    Toda a comunicação social fala do 11 de Setembro, mas no assassinato de Allende, nem uma linha completa; E no que diz respeito aos seus assassínios, todos os dias batem com a mão no peito e dizem somos nós a salvação do mundo. No entanto não têm coragem de olhar para as suas mãos, que estão inundadas de sangue daqueles que eles mataram.
    É essencial que façamos reviver estes factos... e lembrarmos aqueles que andam distraídos.

    ResponderExcluir