segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Ritschl, Albrecht


Albrecht Ritschl foi um grande teólogo do protestantismo liberal alemão. Nasceu em Berlim em 1822 e faleceu em 1889. Tornou-se bispo e um grande pesquisador, estudando teologia em Bonn e em Halle. Foi professor em Halle e em Göettingen.

Foi influenciado por pensadores como Immanuel Kant, Friedrich Hegel e Friedrich Schleiermacher. Em seus estudos deu ênfase ao Novo Testamento, História do Cristianismo e Dogmática. Essa ênfase é claro em sua obra Die Christliche Lehre von der Rechtfertigung (A Doutrina Cristã da Justificação e Reconciliação) publicada em 1870 em três volumes. Como teólogo protestante alemão, estudou não somente o novo testamento, mas também a grande figura do protestantismo, Martinho Lutero. Como liberal, a ortodoxia protestante encontrou resistência no teólogo, que procurou reinterpretar o luteranismo a partir de seu liberalismo.

Em sua nova teologia proposta para os protestantes, dizia que a metafísica deve ser rejeitada. Até mesmo a doutrina da Trindade era interpretada como fator metafísico - sendo essa rejeitada. Por essa questão foi acusado pelos ortodoxos de ter rejeitado a deidade de Cristo.

Seus ataques a metafísica parece ter tido o intuito de atingir a ortodoxia protestante e seus ataques ao misticismo de atingir o pietismo (movimento do protestantismo alemão que tinha uma ênfase mais devocional, mística). Albrecht Ritschl desconectou o misticismo do cristianismo e alegava que todas as religiões são místicas. Para substituir a busca mística dos cristãos, o teólogo liberal levantou a questão ética como centralidade de sua teologia. A teologia mais sadia tem sua práxis na vida das pessoas e no meio social.

Em sua cristologia, Ritschl rejeitou a doutrina ortodoxa da expiação. Assim Cristo salva os homens por meio de sua influência ética e moral e não misticamente através de seu sangue derramado na cruz. Sua teologia causou oposição de muitos. Ele criticou o pietismo afirmando que este era um retorno ao romantismo. Suas críticas não pararam aqui, pois ele atacou também o Catolicismo Romano, devido sua essência dogmática e ortodoxa e também porque ele era muito ligado ao Kaiser Wilhelm I e seu chanceler Otto von Bismarck que encaravam a minoria católica como uma ameaça a unidade nacional.

Albrecht Ritschl foi uma importante figura para a axiologia (teoria do valor), devido sua ênfase na necessidade do cristianismo se voltar a preocupação da ética. Suas idéias com certeza auxiliam a idéia posterior do evangelho social.

Prof. Yuri Almeida

Nenhum comentário:

Postar um comentário