domingo, 1 de novembro de 2009

Nabucodonosor (caldeus)

Seu nome em hebraico, nebukadrezzar, é a transliteração do babilônico, nabu-kudurri-usur, que talvez significa “Nabu (Deus) protegeu os direitos de sucessão ou minha herança”. Na septuaginta temos Naboukodonosor. No latim temos Nabukodenesor. Deste vem o nome em português. Houve dois reis babilônicos com esse nome: Nabucodonosor I, que reinou entre 1146 e 1123 a.C.; e Nabucodonosor II, a figura mais famosa, que é mencionado na bíblia, que reinou de 605 a 565 a.C. Ele era filho de Nabopolassar, que fundou o segundo império babilônico (ou caldeu), sobre as ruínas do Império Assírio. Nabucodonosor era casado com Amitis (Amu-hia), filha de Astiages, rei dos medos, provavelmente por interesses políticos. Teve pelo menos três filhos: Amel-Marduque (também chamado Evil-Meredoque), que o sucedeu no trono, Marduque-Sum-Usur e Nabu-Suma-Lisir.

Fontes informativas: Bíblia: II Rs 23 - 25; Jr 22; 32 - 40; II Cr 36; Dn 1 – 5; Ed 1 – 6; Ne 7 e algumas passagens em Ez. Também uma crônica babilônica, de número 21.946, dá um esboço dos eventos de seu reinado, durante os primeiros onze anos de seu governo. Há ainda, inscrições, textos de edificações e oitocentos contratos que dão alguma informação sobre sua pessoa, suas obras e época. Se houvesse menções somente na bíblia poderíamos afirmar que sua existência poderia ser um mito ou uma epopéia pertencente a alguma fábula.

Informes históricos: Durante o reinado se seu pai, Nabucodonosor fora o príncipe-herdeiro da Babilônia. Em 607 a.C. Nabucodonosor derrotou Neco II e seu exército egípcio em Carquemis e Hamata ( II Rs 23:39; II Cr 35:20; Jr 46:2). Foi então que Nabucodonosor conquistou totalmente Hati, ou seja, a Síria e a Palestina, conforme comenta o historiador Flávio Josefo. Nabucodonosor estava ocupado em guerras, quando seu pai faleceu; então voltou e foi coroado rei em 6 de setembro de 605 a.C. Em 604 a.C, ele começou a receber tributos da Síria, Damasco, Tiro e Sidom. Jeoaquim, rei de Judá, foi seu vassalo por três anos (II Rs 24:1; Jr 25:1). Em 601 a.C os babilônios receberam uma derrota dos egípcios. O rei de Judá, Jeoaquim, pensando que a derrota era eterna, quebrou aliança com Nabucodonosor e se filiou com Egito. Jeremias notou que tal aliança era perigosa e que ia trazer problemas para Judá (Jr 27:9-11). Por isso Jeremias foi acusado de traição e preso. Em 599 a.C Nabucodonosor derrotou as tribos árabes de Quedar e do leste do rio Jordão, conforme previa Jeremias (Jr 49: 28 – 33). Pouco depois, Nabucodonosor vingou-se de Jeoaquim (II Cr 36:6) Jerusalém caiu diante dos babilônicos a 16 de março de 597 a.C. Nabucodonosor nomeou novo governante para representá-lo, Matanias/Zedequias e impôs um pesado tributo à Judá.

Nabucodonosor removeu objetos do templo de Jerusalém para colocar no templo de Marduque (II Cr 36:7; II Rs 24:13; Ed 6:5). Em abril de 597 a.C. os cativos começaram a ir para a Babilônia. Foi o cativeiro babilônico, que durou setenta anos. Em 587 a.C. houve nova invasão a Jerusalém, em que Zedequias foi capturado ( Jr 39:05). L). Daniel registra uma loucura vivida por Nabucodonosor, quando ele foi afastado do trono (Dn 4: 23 – 33). Esse fato não é confirmado em fontes babilônicas.

O rei caldeu publicou algumas obras. Ele era extremamente religioso. Em suas inscrições ele invoca as principais divindades do panteão babilônico, honrando principalmente os Deuses Marduque, Nabu, Samás, Sim, Gula e Adade. Mandou fazer santuários para os mesmos. Reconstruiu o grande templo de Bel-Marduque, na cidade de Babilônia, que ficou conhecido depois como E-Sigila.

Realizou grandes projetos em cidades como Ur, Larsa, Sipar, Ereque. Essa última a embelezou muito, traçando novas avenidas, e levantando muralhas, sem falar nos famosos jardins suspensos da Babilônia, uma grande maravilha da antiguidade. Na cidade da Babilônia ele reconstruiu a avenida do Cortejo, decorada lateralmente por cento e vinte leões de pedra. Essa avenida levava ao portão de Istar, adornado com tijolos esmaltados, com gravuras de quinhentos e setenta e cinco dragões e touros alados. Construiu um templo em honra a Ninmá, perto do portão de Istar, além de duplas muralhas defensivas, que se estendiam a vinte e sete quilômetros e meio. Um imenso lago artificial também protegia a cidade. Havia canais que levava água do rio Tigre até o interior da cidade. Quase tudo mencionado acima foi comprovado pela arqueologia. As ruínas da cidade de Babilônia foram escavadas entre 1899 e 1914, por Robert Koldeway e pela Deutsche Grientgesellschaft.

Nabucodonosor faleceu em agosto-setembro de 562 a.C.

Por Yuri Almeida

25 comentários:

  1. quero saber como ele morreu tem como me ajudarem

    ResponderExcluir
  2. QUERO SABER QUEN REINOU DEPOIS DELE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. REI BELTESSAZAR.
      NETO DE NABUCODONOSOR

      Excluir
    2. Belsazar filho de Nabucodonosor!

      Excluir
    3. EVIL MEREDOQUE FOI O SUCESSOR DE NABUCODONOSOR ,ESTE ERA UM DOS SEUS FILHOS.

      Excluir
    4. Filho dele Evil Merodaque, ficou apenas 2 anos e foi assassinado pelo o seu cunhado, Neburasadã, depois por Nabonido

      Excluir
    5. Ah. Foi assassinado duas vezes. Entendi.

      Excluir
    6. Não foi assassinado duas vezes ele foi assassinado por seu cunhado...

      Excluir
  3. Belsazar era o neto de Nabucodonosor filho de sua filha como seu marido Nabonido!
    Nabonido reinou durante dezessete anos (556 - 539 a.C.). Próximo do fim do seu reinado, ele fez de seu filho primogênito, Belsazar, co-regente. Obviamente, Belsazar era o governante número dois do império e isto explica porque ele ofereceu fazer de Daniel o "terceiro no 2governo" (5:16,29). Evidentemente, Nabonido esteve longe da Babilônia neste tempo.
    Como um jovem "exibido" que se vangloriava de sua posição e poder, Belsazar deu uma enorme festa. Ele ordenou que bebessem dos vasos sagrados que Nabucodonosor tinha anteriormente trazido de Jerusalém.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segundo o livro de Daniel 5:11 Belsazar era filho de Nabucodonozor(...teu pai, o rei Nabucodonozor, sim teu pai, ó rei...). Não entendi porque estao falando que era neto!

      Excluir
    2. nabucodonozor era muito mais famoso do que nabonido que era o pai de belsazar, daí a afirmação nabucodonozor teu pai,o cego de jericó clamou bem alto jesus filho de davi tem misericordia de mim,jesus era descendente de davi ,assim como belsazar era de nabucodonozor.

      Excluir
    3. Ao Anônimo,Parabéns pela resposta está correta.
      Sim Belsazar era Neto de Nabucodonosor, e é citado como filho apenas por referencia a hierarquia Parental cujo sua descendência.
      (Que na época era muito usada)
      Assim como foi usada na bíblia como comparação a Jesus sobre sua descendência com o Rei Davi.

      Excluir
  4. eu quero saber as caracterista do rei nabucodonosor

    ResponderExcluir
  5. Muito Bom Esse Comentário Abriu Muito A Minha Mente Quanto A História Da Babilonia Glórias A deus Muito Feliz PARABÉNS

    Anderson Gonçalves-Recife-PE

    ResponderExcluir
  6. quero um e-book com essa materia por favor.me ajudem.

    ResponderExcluir
  7. quais eram os deuses dos caldeus

    ResponderExcluir
  8. quais os deuses doa caldeus sua invencoes e ciencias preciso disso para amanha pf me ajudem

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    no quarto parágrafo tem a seguinte afirmação:
    "...Em abril de 597 a.C. os cativos começaram a ir para a Babilônia. Foi o cativeiro babilônico, que durou setenta anos. Em 587 a.C. houve nova invasão a Jerusalém, em que Zedequias foi capturado ( Jr 39:05). L)..."

    Como assim 70 anos?
    Com as datas históricas aceitas pela maioria 597 AEC ou 587 AEC Não chegamos nem perto de 70 anos de cativeiro.

    As TJs não tem este problema pois não adaptam a bíblia à história, porque a história sim tem de se adaptar à Bíblia.

    Atenciosamente,
    Apolion.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foram várias invasões. Em 597 começaram a levar cativos. 10 anos depois levaram Zedequias. Não há contradição.

      Excluir
  10. Muito bom este artigo
    Parabéns

    ResponderExcluir
  11. "Se houvesse menções somente na bíblia poderíamos afirmar que sua existência poderia ser um mito ou uma epopéia pertencente a alguma fábula."
    Desculpe-me, mas se o senhor não crê em Deus e não acredita no que a Bíblia contém, nada tenho a ver com isso. Mas, respeite quem crê. Então, na sua concepção, Jesus é uma fábula? Ou um mito?

    ResponderExcluir
  12. Quando termina totalmente os herdeiros de Nabucodonosor em que ano!!

    ResponderExcluir